terça-feira, 19 de junho de 2007

Amor



substantivo concreto
mesmo se o amar é incerto...



(pintura de Gustav Klimt, 1862-1918)

Um comentário:

chrisluci disse...

Seus versos traduzem a sutil entrega, tantas vezes presente nos quadros de Klimt. De joelhos, como na tela, diante de sua forma inusitada e bela de falar do amor. Casamento perfeito e contundente do artista e da poeta, das cores, traços, letras e sentidos...
Dos mais perfeitos que li!!!

Luci